sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Entrevista com Profissional da área de Engenharia da Produção

Confira, a seguir, uma entrevista feita com Marcelo Oliveira, ex-coordenador do curso de Engenharia de Produção da Unifacs. Saiba das previsões de mercado para um recém-formado em engenharia de produção, além de dicas para ser um profissional diferenciado,suas áreas de atuação e as principais empresas para um Engenheiro de Produção trabalhar na BA.
Infelizmente não foi possível disponibilizar aúdio por problemas na gravação.


Nome do/a entrevistado/a: Marcelo de Oliveira
Cargo: Ex Coordenador e Professor de Engenharia da Produçãoo
Profissão: Engenheiro Civil
Instituição onde se graduou: UFBA


Pergunta - Quais as perspectivas de um recém-formado ao ingressar na indústria?

Resposta - Bom, ele cria as suas próprias expectativas então ele vai descrever pra ele mesmo qual é o horizonte que ele quer alcançar, então para que ele seja diferente, para que ele...consiga ter esse horizonte cada vez mais distante, ou seja, para que ele vislumbre cada vez mais oportunidades ele tem que ir cultivando isso dia-a-dia, de que forma ele faz isso? Procurando alguma especialização, estudando sempre, pesquisando todos os itens de relacionamento, ou seja, entendendo tudo de forma macro e ... todas as etapas minuciosamente,ou seja, ele tem que entender o específico e o geral. Ai ele vai ter realmente uma...parece brincadeira mas ai ele vai..vai..conseguir vislumbrar um futuro bom no âmbito empresarial ou industrial.

P – Qual a necessidade, para o mercado de trabalho, de engenheiros de produção, já que você por exemplo, é engenheiro civil e trabalha na área de produção?

R - O engenheiro de produção ele é necessário em qualquer tipo de empreendimento, ou industrial, ou empresarial porque ele é quem domina a parte de gestão de acontecimentos e todos os processos que ocorrem desde o período de implantação e execução, da parte operacional também depois da implantado, da parte de operação. Porem, alguns outros engenheiros atuam no local, no lugar do engenheiro de produção em virtude muitas vezes da falta de conhecimento do contratante das atividades que poderiam ser desenvolvidas pelo engenheiro de produção. Não que um engenheiro químico, um engenheiro civil, um engenheiro mecânico, não tenha essas habilidades, na maioria das vezes ele não tem, mas ele vai adquirir com o tempo e com a função, coisa que o engenheiro de produção já traz de bagagem.

P – O que você considera um diferencial para o currículo de um bom engenheiro de produção?

R - Muita gente diz que o diferencial é ter o inglês. Inglês é comum porque muitos engenheiros de produção já falam inglês, então o terceiro idioma seria um diferencial porque um idioma só a mais não...não atende. Outra coisa é que você tem que estar antenado com todas as notícias que acontecem no mundo, porque o engenheiro de produção trabalha na área de logística, trabalha na área de gestão, então tem que entender de economia, finanças, de bolsa de valores, para que ele possa atuar bem no mercado, se desenvolver bem e sobressair e eliminar os concorrentes dele então ele tem que tá antenado, ligado 24 horas, na maneira de falar, em tudo que acontece no mundo, já que ele trabalha com gestão, ou seja, ele decide que tipo de tecnologia vai usar, ele altera processos para que a empresa tenha menos custos né, que consiga reduzir o tempo de operação e que...tenha melhores resultados.

P – Quais as principais áreas e empresas, no cenário atual em Salvador?

R - Bom, o engenheiro de produção em Salvador ele pode atuar de cara na Ford, na parte de confecção, implantação, avaliação, controle de sistemas, ok, na parte financeira também, administrativa. Tem a Continental , pneus que ele pode trabalhar, Pirelli, Bridstone, Firestone, onde ele pode trabalhar na parte de logística, gestão de qualidade, gestão de produtos, na parte estratégica principalmente. Tem a Braskem que ele pode trabalhar ...com relação a parte química de produtos, a Dow Química também, existe a Millenium, ok! Ele pode trabalhar na área de gestão de qualidade, gestão econômica, ergonomia,pesquisa operacional, gestão estratégica tudo correlacionado com...a área de produção. Ele pode trabalhar também na parte financeira , bancos...na parte de construtoras também, Odebrecht, OAS, e companhia limitada, geralmente na parte de gestão e na parte de controle de projetos. Essas são as principais empresas e principais áreas que o engenheiro de produção pode atuar aqui na região metropolitana de Salvador.

P – Quais as perspectivas de um recém-formado em Engenharia da Produção ao ingressar na indústria?

R – O recém formado, cria suas próprias expectativas, descrevendo qual o horizonte que ele quer alcançar. Para que ele seja diferente, conseguindo enxergar cada vez mais distante, vislumbrando novas oportunidades, ele tem que ir cultivando isso todos os dias, procurando alguma especialização, estudando sempre, pesquisando todos os processos que acontecem na empresa, ou seja, entendendo minuciosamente os assuntos específicos e gerais. Desta maneira ele vai conseguir um futuro bom.

P - Qual a necessidade para o mercado de trabalho, de engenheiros de produção, já que você, por exemplo, é engenheiro civil e trabalha na área de produção?

R – O engenheiro de produção é necessário em qualquer empreendimento seja ele industrial, seja empresarial. Ele é o responsável pela parte de gestão de acontecimentos e todos os processos que ocorrem desde a implantação, a execução à parte operacional. Porém, outros engenheiros atuam no seu lugar, muitas vezes por falta de conhecimento do contratante das atividades que seriam realizadas pelo engenheiro de produção. Não que um engenheiro químico, civil ou mecânico, não tenha as habilidades necessárias, mas ele só vai adquirir-las com o tempo e com a função, o que um engenheiro de produção já traria de bagagem.

P - O que você considera um diferencial para o currículo de um bom engenheiro de produção?

R – Muitos dizem que o diferencial é o inglês. Na verdade, um terceiro idioma seria esse diferencial, já que a língua inglesa já é comum entre os engenheiros de produção. Outro fator seria estar atento às notícias mundiais já que ele trabalha na área de logística, gestão, logo ele é quem altera processos para que a empresa tenha menos custos, que reduza o tempo de operação obtendo melhores resultados. Ele precisa entender de economia, finanças, bolsa de valores para que possa atuar bem no mercado e sobressair, eliminando possíveis concorrentes.

P - Quais as principais áreas e empresas, no cenário atual em Salvador?

R – A principal empresa para a atuação do engenheiro de produção é a Ford, pois ele pode participar desde a confecção, implantação, avaliação, controle de sistemas, à parte financeira e administrativa. Tem também a Continental, empresa de pneus, assim como a Pirelli, Bridstone, Firestone, onde poderia atuar no setor de logística, gestão de qualidade, gestão de produtos, no setor estratégico principalmente. A Braskem, Dow Química, Millenium são exemplos de empresas químicas que contratam engenheiros de produção para a área de gestão de econômica, gestão de qualidade, ergonomia, pesquisa operacional. Eles podem ainda trabalhar nas funções financeiras de Bancos e em construtoras como a Odebrecht, OAS geralmente responsáveis pelo controle dos projetos, atuando assim em diferentes empresas e setores do cenário metropolitano de Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário